domingo, 30 de junho de 2013

"A Tumba e Outras Histórias" (H. P. Lovecraft) - "Primeiras Histórias"

http://www.vilijoguei.com.br/wp-content/uploads/2010/08/tumba1-177x300.jpgComeçando agora a segunda parte dos comentários do Bigode do Poe sobre "A Tumba e outras histórias", coletânea de histórias de Howard Phillips Lovecraft.

[Para conferir a primeira parte: "Contos"]

Nessa parte, os comentários serão direcionados a cinco histórias curtas do início da vida de escritor de Lovecraft.

Sem mais delongas...:








"PRIMEIRAS HISTÓRIAS"

 



A Fera na Caverna: Após se perder durante uma excursão em uma caverna, o narrador se vê na escuridão total e, sem enxergar praticamente nada, o sentimento de não estar sozinho começa a brotar de forma terrível. É uma narrativa interessante, apesar de  estender-se um pouco sem necessidade prática. Ela foi escrita em 1905, quando Lovecraft tinha por volta de 15 anos.  NOTA: 8 / 10  


O Alquimista: Após a morte de um feiticeiro, seu filho amaldiçoa a família do matador  e todos os homens deveriam morrer quando atingissem os 32 anos de idade. A maldição se cumpriu durante séculos e agora o último herdeiro estava chegando a esse ponto da vida. Entretanto, ele busca respostas para quebrar essa maldição e acaba fazendo descobertas um pouco perturbadoras, mas com certeza reveladoras. Achei o conto muito bom, um pouco arrastado demais no início, mas loga engrena e fica bem mais instigante até seu final que também achei válido. NOTA: 9 / 10





A Poesia e os Deuses:  Marcia, amante de poesia, tem um encontro com os deuses do Olimpo e descobre que, entre eles, vivem os mais fantásticos poetas da literatura. Lá ela recebe a notícia que ela terá que "supervisionar" o próximo "enviado dos deuses", o próximo grande poeta, para que ele possa ser ouvido pelo mundo todo. Esse "festival" de figuras mitológicas, junto com a premissa curiosa, me interessaram bastante; a narrativa é bem lírica, cheia de floreios poéticos, mas começa a ficar um pouco cansativa com o passar da leitura, tornando a história "longa demais". NOTA:  7,5 / 10





A Rua: Basicamente, a história de uma rua estranha que sempre foi peculiar, desde que as primeiras pessoas habitaram o local (antes mesmo de ser de fato uma rua). Particularmente, achei bem fraca e decepcionante, porque pareceu, no início, que a narrativa seria promissora, mas acabou que tornou-se apenas um apanhado de excentricidades do lugar no decorrer dos anos. NOTA: 6 / 10





http://2.bp.blogspot.com/-pcgibX5tEcg/TzyYfbtwbHI/AAAAAAAABKs/7Q03XE809Fk/s1600/Old+Bugs.jpgA Transição de Juan Romero: Essa sim, de fato, parece Lovecraft em toda sua essência. Em uma mina, após uma explosão causada pela companhia mineradora, é aberto um abismo que aparentemente não possui fim. À noite, porém, Juan Romero e nosso narrador começam a ouvir barulhos vindos de lá, uma espécie de ritmo estranho e assustador, motivando-os a investigar. É realmente fácil de se ver intrigado com aquela aventura enquanto as poucas páginas são viradas. Gostei bastante. NOTA: 9 / 10
   






Então é isso!

Logo, logo surge o resumão de "A Tumba e Outras Histórias"!





;)






LIVRO:
A Tumba e outras histórias (edição de 2007), H. P. Lovecraft. L&PM POCKET. Tradução: Jorge Ritter.

2 comentários:

  1. Lovecraft é foda. Li vários contos dele durante a faculdade, eram minha forma de não surtar com as provas finais. Você me deu uma boa ideia, acho que vou reler *-*
    beijos,

    Amy - Macchiato

    ResponderExcluir