quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

PSEUDO-RESENHA: "Um Sussurro nas Trevas" (H. P. Lovecraft)

VisualizarTítulo: "Um Sussurro nas Trevas"
Título Original: "The Wisperer in Darkness"
Autor: Howard Phillips Lovecraft (EUA) 
Ano de Publicação: 1930
Ano de Publicação no Brasil (esta edição): 2012
Quando foi lido: 06/12/2013 - 12/12/2013
Editora: Hedra
Tradução: Guilherme da Silva Braga
Arte da Capa: Tulio Caetano ("Viagem a Yuggoth")
Número de Páginas: 150



[Só pra constar, não há spoilers nem nada que comprometa significativamente a leitura, a não ser quando sugerido]




 



"UM SUSSURRO NAS TREVAS"



Depois das enchentes de 1927 em Vermont, nos EUA, muitos habitantes da região relataram a presença de corpos de criaturas desconhecidas boiando nas águas. O folclorista Wilmarth, que vivia em outro estado, tenta acalmar os ânimos, explicando academicamente o fato de muitos terem visto esses seres tão semelhantes aos descritos nas antigas lendas da região. 

No entanto, Wilmarth recebe uma carta muito interessante vinda de Vermont. Ela foi escrita por outro acadêmico, chamado Arkeley, e continha informações muito perturbadoras a respeito da suposta existência dos ditos seres tão estranhos. Aos poucos, na medida em que os dois vão trocando correspondências, as coisas começam a ficar mais estranhas e tenebrosas para Akeley, que vive em uma fazenda muito próxima a um denso bosque. 

Quanto mais eles se empenham a desvendar os mistérios envolvendo as criaturas, mais eles se aproximam de realidades e forças nunca antes imaginadas por suas mentes humanas...





O LIVRO



Lovecraft é muito admirado por seu talento em criar histórias boas envolvendo horror, insanidade e ficção científica. 


O seu "Horror Cósmico", como acabou por ser chamado, tem uma característica que eu considero da mais alta pureza quando se trata do horror como uma perturbação psicológica (um pouco diferente do "terror"): é a perturbação por sentir-se tão pequeno e obtuso, sem saber que existe uma infinidade de mundos, galáxias e corpos celestes muito além da nossa vaga compreensão, e imersos em "abismos de escuridão".

(sem contar que esse imenso universo é regido por deidades horrendas, destrutivas e inimagináveis)


http://mancunianmatters.co.uk/files/mancunianmatters/imagecache/full_image/the%20whisperer%20in%20darkness%20hp%20lovecraft.JPG
The Whisperer In Darkness (1930)
"Um Sussurro..." é uma prova de toda a primazia de Lovecraft ao desenvolver esse tema. A ficção científica mescla-se com o suspense e o horror e nos permite acompanhar a assustadora história de Wilmarth e Akeley. A cada descoberta o leitor se sente mais próximo, junto com o protagonista, de encontrar a verdade por trás de tudo. 


Outra coisa bem legal é que a história acaba "se aproveitando" da grande descoberta que ocorreu no ano em que foi publicada, 1930: o (ex-)planeta Plutão foi "encontrado". Esse "último planeta do Sistema Solar" faz bastante sentido no desenvolvimento da trama ^^  


Também somos agraciados, claro, com uma vasta quantidade de referências a outros seres do universo de Lovecraft e, por isso, acho que essa história é uma boa pedida para primeira leitura do autor, pois assim você acaba criando uma curiosidade para descobrir o que cada nome estranho, como Yuggoth, Azathoth, Nyarlathotep e Cthulhu realmente significam!


Ainda por cima, é uma história relativamente curta: 102 páginas.


Mas existem dois problemas, um pequeno e um grande.


O pequeno: o protagonista Wilmarth nos mostra cartas que foram recebidas de Arkeley, obviamente. Mas logo no início é dito que ele perdeu todas elas e por isso estava escrevendo-as de memória. 

Tipo, as cartas não eram muito curtas. Como é que ele conseguia ser tão preciso ao reproduzir cartas daquele tamanho? Sei lá, isso me perturbou um pouco.  


O grande (ênfase em "grande"): em um ponto decisivo da história, Wilmarth faz algo simplesmente inexplicável. Pra falar sem spoilers, eu posso dizer que ele ficou parecendo aqueles personagens em filmes de terror que, depois de ouvir um grito de horror, vão pro porão da casa sem acender nenhuma luz. 

Sério, foi um erro de estrutura meio feio e que poderia ter comprometido se a história não fosse tão envolvente...


Pra falar com spoilers: o Wilmarth simplesmente vai para Vermont depois de receber uma carta extremamente suspeita de Akeley, datilografada e não escrita à mão, e que dizia que ele (Akeley) e as criaturas de repente viraram amigas. SÉRIO? POR QUÊ? QUE GARANTIA TU TEM QUE NÃO SÃO AS PRÓPRIAS CRIATURAS TE MANDANDO UMA ISCA, CARA???



Enfim, no geral, é uma história muito boa ;)





SOBRE A EDIÇÃO



Primeiro livro que eu compro da editora Hedra. 
E, bem, parabéns editora Hedra!


Essa edição, apesar de parecer apenas um pocket book, na verdade possui bastante conteúdo além do próprio "Um Sussurro...":


  • INTRODUÇÃO: Escrito pelo tradutor e organizador, traz bastante informações sobre o contexto histórico no qual a obra foi feita.
  • "UM SUSSURRO NAS TREVAS"
  • "VERMONT - UMA PRIMEIRA IMPRESSÃO": Relato em poema-em-prosa que Lovecraft fez sobre a  primeira vez que foi à Vermont (cenário da história).
  • O SUSSURRO RECONSIDERADO: uma análise MUITO BOA e sincera sobre a história, escrita por Fritz Leiber.   


Portanto, recomendo essa edição também ;) 










LIVRO:
Um Sussurro nas Trevas, escrito por Howard Phillips Lovecraft. Hedra. Tradução: Guilherme da Silva Braga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário