quinta-feira, 11 de julho de 2013

PSEUDO-RESENHA: "Dragão Vermelho" (Thomas Harris)

http://4.bp.blogspot.com/-TmW7Ms5WWr0/UVh_rA4azdI/AAAAAAAAAPg/8otOm8Hyex0/s1600/CAPA+-+DRAG%25C3%2583O+VERMELHO.jpgTítulo: "Dragão Vermelho"
Título Original: "Red Dragon"
Autor: Thomas Harris (EUA) 
Ano de Publicação: 1981
Ano de Publicação no Brasil (esta edição): 2012
Quando foi lido: 24/06/2013 - 11/07/2013
Editora: BestBolso (vol.312)
Tradução: José Sanz
Arte da Capa: Sérgio Campante
Número de Páginas: 381








Esse post vai ser a primeira "pseudo-resenha" de um romance no blog desde que foi criado, há menos de 3 meses atrás. Todos os outros posts eram sobre contos ou livro de contos. 


Bom, para começar, decidi ler um livro no qual repousavam muitas expectativas minhas, uma vez que já havia visto a sua adaptação cinematográfica e achado deveras interessante. Além disso, claro, o fato de possuir, na minha opinião, um dos personagens/vilões mais interessantes do cinema: o Dr. Hannibal Lecter, o canibal.


"Dragão Vermelho" é a primeira história no qual Thomas Harris, autor da obra, inseriu Lecter. Ainda existem outros 3 livros onde ele participa, inclusive de forma mais ativa. 


De fato, esses 3 livros, mais cedo ou mais tarde, estarão presentes aqui no blog. ;)


[Só pra constar, decidi não utilizar de spoilers] 





"DRAGÃO VERMELHO"



A história gira em torno, basicamente, da investigação policial do FBI acerca dos assassinatos, com requintes de crueldade, de duas famílias americanas comuns. O suposto assassino em série teria sido apelidado de "Fada do Dente". Para reforçar sua equipe o detetive Jack Crawford recruta Will Graham, um ex-agente especializado em coletar evidências que poucos perceberiam e em traçar perfis psicológicos com uma perturbadora variedade de detalhes. 

Will afastou-se da polícia depois de diversos problemas; o maior deles, um ferimento que sofreu quando capturou o Dr. Hannibal Lecter, preso desde então. Vendo que seus esforços são realmente necessários, Will retoma suas antigas atividades para contribuir na investigação edesvendar os mistérios por trás do terrível Fada do Dente. Entretanto, Will sozinho talvez não seja capaz disso e deverá recorrer a outras pessoas...






O LIVRO



http://www.redlist-ultimate.be/images/ecrivains/Thomas_Harris.jpg
Thomas Harris (1940)
A narrativa é realmente interessante por dois motivos principais: seu ritmo acelerado (inconstante em poucas partes) e sua dinâmica, mudando de personagens e pontos de vista com grande frequência, mas sem confundir o leitor com mudanças abruptas ou inesperadas. De fato, esse último aspecto me chamou bastante a atenção, pois temos também a visão de nossos antagonistas, Dr. Lecter e, principalmente, o Fada do Dente/Dragão Vermelho.


Os personagens, na minha opinião, receberam sua profundidade necessária. Will foi extremamente explorado não só em seus dotes investigativos, mas também em todo seu lado emocional, a nova família que tentava formar, suas inseguranças, seus traumas; Jack Crawford caracterizado bem como a parte pragmática da polícia; e o Fada do Dente, claro, que é explicado minuciosamente, incluindo seu passado e infância extremamente perturbados.


As cenas com Lecter são poucas, mas são impactantes. É o primeiro livro em que ele aparece e sua participação fica um pouco deixada de lado, mas nunca foge do plano de fundo da história. 


Com tudo isso já citado, é realmente difícil largar o livro. 


Os únicos pontos críticos, na verdade, são o fato de algumas poucas partes serem demasiado longas e cheias de termos técnicos meio desnecessários: esse espaço, eu acho, poderia ter sido melhor utilizado com mais introspecções dos personagens, por exemplo. 


Achei o livro bem estruturado, sabe. Tem seu início, meio e fim bem construídos e delineados. Ressalto ainda mais o seu desfecho, corrido e eletrizante até chegar no final definitivo que, apesar de eu ter gostado, achei um tanto quanto triste xD







O FILME E O LIVRO


http://www.ibahia.com/a/blogs/wp-content/blogs.dir/5/files/2010/09/DRAGO_1.jpg
"Dragão Vermelho" (2002)
Quem viu os filmes do Hannibal sabe que, em "Dragão Vermelho" (filme), a relação de Will com o doutor canibal não pode ser caracterizada como uma "amizade". Mesmo assim, no livro, a coisa fica um pouco mais séria. Will nutre um certo medo na mesma medida que sente ódio e repulsa por Hannibal e, dessa forma, é natural que nesse romance o canibal fique um pouco jogado para escanteio, enquanto na adaptação seja bem mais presente e ativo no desenvolvimento de tudo.


Na verdade, tirando isso e algumas outras coisinhas, o filme acabou saindo realmente fiel ao livro. Muitas cenas parecem ser idênticas nos dois meios, na verdade. 



Na minha opinião, os dois se equivalem.
O livro tem uma busca mais forte no emocional dos personagens e em seus passados (principalmente o do Fada do Dente) e o seu final é um pouco mais triste, mas ainda sim coerente.

O filme, por sua vez, mantém o foco no Fada do Dente; utiliza mais o personagem do Lecter. O final da adaptação talvez não seja tão triste, mas dá um toque mais heroico e necessário para os cinemas. (E também não é um final ruim)


[E tenho uma dica: procure a série de TV "Hannibal". Ela é baseada em "Dragão Vermelho", mas com significativas alterações, uma vez que Lecter ainda está solto e mantém contato frequente com Will. Achei realmente muito boa e foi mais um incentivo para buscar esse livro ;)]


-----------------------------------------------------------




NOTA 


Por me hipnotizar na frente do livro, sua dinâmica interessante, escrita fácil e com poucos momentos arrastados/desnecessários, "Dragão Vermelho", primeira história com Hannibal Lecter escrita por Thomas Harris, recebe:

 





NOTA:  8,5 / 10  





AEEE!


E que venha "O Silêncio dos Inocentes"!




LIVRO:
Dragão Vermelho (1981), escrito por Thomas Harris. BestBolso. Tradução: José Sanz.

2 comentários:

  1. Cara, quando eu vi esse livro a primeira vez na Submarino eu comprei de cara, eu + uma amiga minha que é fã dele. Estava um box da best bolso em promoção a 30 reais há 2 meses. Não me arrependi por que o preço que comprei foi ótimo.
    Ainda não li, mas já vi os filme e acompanho a série e quero ler ainda esse ano pelo menos o primeiro. Gostei da sua resenha e me deu mais vontade de ler logo.

    triplobooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, então somos três, pois eu comprei exatamente nessa mesma promoção e mais ou menos nessa época xD

      Obrigado por seu comentário :D

      Excluir